Escova Progressiva | ZAP Prolife - Perguntas frequentes

Olá, tudo bem?
Muitas pessoas pedem para que eu fale sobre Escovas Progressivas aqui no blog, mas acho um assunto muito delicado, sem falar que eu posso sem querer lhes passar alguma informação infundada, e esse não é meu objetivo. Pensando nisso, resolvi deixar as empresas falarem de seus produtos no meu blog, e a primeira empresa a responder algumas perguntas sobre o seu produto foi a ZAP Cosméticos.
A Zap é uma das Escovas Progressivas mais vendidas no mercado e já foi alvo de muitas especulações. Nunca a usei, mas conheço pessoas que juram de pé junto que nunca viram resultado mais satisfatório. Bem, me contem vocês os seus relatos e advertências nos comentários, assim podemos nos informar mais por lá!

A escova Zap é composta de 2 passos, um shampoo de limpeza profunda e um tratamento capilar que promete reduzir o volume. A popularidade desses produtos é tão grande na internet que fiz algumas perguntas à empresa. Confira as respostas que eles me deram:

1. Qual é a diferença entre esses 2 produtos: http://oferta.vc/rQrh/ e  http://bit.ly/1VfLzWu?
Prolife tem a base melhorada, seca mais rápido e não tem fumaça no procedimento, passo a passo e resultado são os mesmos.

2. Quais são os benefícios da Escova Progressiva ZAP?
Alinhamento dos fios, que dá brilho e maciez e vida aos cabelos.

3. Quais produtos são indicados para a manutenção do cabelo liso?
Indicamos o kit Morte e Vida, Nourish e o nosso novo produto All-Day.

4. Existe alguma incompatibilidade química com algum outro produto? 
Os nossos produtos são compatíveis com outras químicas, porém, alguns fatores  devem ser observados, tais como:
Condições em que o cabelo se encontra; Se o cabelo estiver sensibilizado com falta de hidratação, antes do procedimento de redução de volume deve se tomar alguns cuidados com esse cabelo, usando alguns produtos de hidratação para recuperar os fios e evitar problemas.
No caso de cabelos muito loiros onde os fios já sofrerão muito processo de descoloração, ou mesmo pela falta de pigmento nos fios também está mais fragilizado, nesse caso é recomendável , após a aplicação no momento da pré escova deixar o  secador a uma distancia segura dos fios, evitando aquecer muito e no uso da prancha passar em temperatura mais baixa.

5. Quais componentes da escova ZAP são o diferencial dela?
Em relação aos efeitos do produto, o resultado é obtido através da  associação de ativos que promovem ação reconstrutora, com revitalização e fortalecimento dos fios, promovendo brilho e maciez. Colabora também  para diminuição de volume e efeito defrizante.
O ativo, responsável pela ação reconstrutora e conseqüente redução de volume e efeito defrizante, é uma mistura de proteínas ( sericina) e aminoácidos associados à moléculas  com carga positiva ( catiônicas) e ácidos orgânicos. Esses ativos  tem afinidade pelo cabelo danificado devido sua característica positiva, formando uma película que encapa o fio. Sob ativação térmica, essa película cristaliza sobre a superfície dos fios, podendo ser moldada, dando o efeito liso, por exemplo, com uso de pranchas e secadores. A intensidade do efeito liso depende  da técnica utilizada e tipo de cabelo.

6. Qual produto é indicado para um LISO PERFEITO?
Qualquer um dos produtos citado, como o PROLIFE ou PROFESSIONAL desde que seja feito o procedimento correto.

A empresa alerta: Informamos que nossos produtos de tratamento capilar são de uso exclusivo para profissionais cabeleireiros, não devendo ser aplicado em hipótese alguma por pessoas sem qualificação na área para evitar possíveis problemas na aplicação e no resultado final.

E vocês, já testaram esse produto? Divida a sua experiência conosco nos comentários e não esqueça de curtir essa postagem para me ajudar na divulgação dela :D

Super abraço

Receita | Quibe assado de abóbora (vegano e DELICIOSO)



Já fiz muitos quibes (ou kibes) de forno, mas nenhum deles ficavam bons. Ou eu os cozinhava muito e eles ficavam muito secos, ou eu tentava deixar no ponto e eles ficavam meio crus, e nada saborosos. Mas eis que uma amiga do facebook postou uma foto de quibe de abóbora no seu perfil e eu fiquei: é agora! é agora!
@qthais
Claro que a chamei inbox e pedi a receita, e ela me encaminhou para esta receita aqui. Fiz, com algumas alterações e MEU DEUS! ESSE É O MELHOR QUIBE QUE EU JÁ COMI EM TODA A MINHA VIDA!!! Sem falar que é fácil, gente, muito fácil! 
Fiz junto com a Marininha (minha bebê), e mesmo assim o jantar não atrasou hahaha :D Amei, aprovada, obrigada e mil beijos, Thais. Então vamos pra receita exatamente como eu fiz? Vamos!

QUIBE ASSADO DE ABÓBORA 

INGREDIENTES
1/2 abóbora pequena (+- 3 xícaras picadas)
2 xícaras de trigo para quibe
3 xícaras de água filtrada quente
1 colher de alho amassado
1 cebola grande picada
2 colheres de azeite 
Pimenta calabresa a gosto
Pimenta do reino a gosto
Sal a gosto
2 colheres sopa de farinha de trigo
Punhadinhos de coentro, cebolinha, malva, hortelá e o que mais você quiser e for verdinho picados

PREPARO
Coloque o farelo de trigo para hidratar até que a água seque (demora cerca de 25 minutos). Enquanto isso, pique ou passe a abóbora descascada por um processador (eu usei o processador pela praticidade), e refogue-a no azeite, junto com a cebola, alho, sal e as pimentas. Quando ela estiver molinha derretendo (se preciso, acrescente um pouco de água para que ela amoleça, mas não coloque muita água, a abóbora não pode ficar com muita água) misture junto à essa abóbora refogada o trigo já hidratado e sequinho, as folhas verdinhas picadas, as 2 colheres de trigo e mexa tudo bem, até ficar bem homogêneo. Experimente e veja se precisa de mais sal. Desligue o fogo.
Coloque em uma forma e leve ao forno na temperatura de 180º por 35 minutos.
Prontinho!

Aqui em casa eu servi com arroz integral + azeite + saladinha de tomate = NHAMIIII delicioso! Sério, já quero fazer quibe com outros vegetais, vocês tem alguma sugestão de receita? Não deixe de me contar nos comentários :D

BÔNUS: No meio da receita a Marina já estava falando: "abóba" e quando fui colocar na forma pra levar ao forno, ela me ajudou "amassandinho" e dizendo; "pizza". Coisa linda, né? Compartilhar esses momentos com eles não tem preço :)

Ah! Curta aqui embaixo para me ajudar na divulgação dessa receita! 
Um abração e fiquem bem :)


Review | Batom Líquido Sissone Dailus



Oi! Tudo bem com vocês?
Hoje é dia de resenha aqui no blog, e eu testei para vocês o batom Sissone da Dailus. Os batons líquidos da Dailus Pro são daqueles que depois que secam ficam bem mates nos lábios, fazendo com que durem bem mais.


Veja o que  fabricante promete:  

Produto inovador! Fórmula que proporciona alta cobertura com efeito matte. Cores fortes que definem os lábios. Secagem rápida.
O que eu achei? De todos os batons líquidos da Dailus que eu tenho, esse é o meu favorito tanto na cor quanto na textura e duração. Ele é um nude bem democrático, que não te deixa com carinha de defunta e vai com qualquer make em qualquer situação. A única coisa que não gosto tanto é que ele é um líquido meio grossinho, sabe? Se fosse mais líquido a aplicação de todos seria mais tranquila!















Nota: 3,5 estrelas | Textura: líquido mas meio grossinho, fica mais sequinho depois | Compraria novamente? Sim | Cumpre o que promete? Sim | Preço: Custa em média R$20,00 e pode ser encontrado na internet.

E vocês, já usaram algum batom líquido de efeito matte? O que acharam?
Deixe o seu comentário e não esqueça de curtir essa postagem!

Óleos que estimulam o crescimento dos fios

@yasminbrunet1
Entra moda, sai moda no universo dos cabelos, mas sempre tem as apaixonadas por cabelos compridos, que não abrem mão de um cabelão comprido e bem cuidado.
Mas, o que a gente faz quando corta o cabelo e quer ele grande de novo?
Calma, amiga, respira! Comece assistindo a esse vídeo:


Assistiu? Se inscreveu e entendeu as dicas? ÓTIMO!
Uma das dicas que dei no vídeo acima, é aplicar óleos vegetais na raiz. Mas qual óleo usar para potencializar o crescimento dos fios? 
Vem comigo que vou falar sobre alguns!

Óleo de Rícino
Também conhecido como óleo de mamona e famoso por seus usos medicinais desde os tempos da vovó (ou melhor, desde o Egito antigo), o óleo de rícino é super eficaz no fortalecimento dos fios, dando-lhes emoliência, estimulando a produção de colágeno e elastina, combate infecções e fungos que poderiam estar atrapalhando o crescimento dos fios, nutre e hidrata os fios, eficaz no tratamento da dermatite. Para usar, é fácil. Pegue o óleo puro, espalhe na palma da mão "aquecendo-o", e aplique no couro cabeludo, diretamente na raiz, massageando bem. O cheiro é forte, mas os benefícios são visíveis!

Alerta para gestantes e lactentes: por favor, o óleo de rícino, quando ingerido, é abortivo. Evitem o uso! Pensem no melhor para seus bebês. Como não há nada comprovado quanto a ir ou não para a corrente sanguínea, eu não recomendo o seu uso mesmo sobre a pele, por não ter autoridade para afirmar que nada irá acontecer.

Óleo de Coco
Embora por si só não atue diretamente na estimulação da circulação, quando utilizado em conjunto com massagens no couro cabeludo o óleo de coco é muito eficaz no fortalecimento dos fios, pois penetra profundamente nos cabelos nutrindo-os de verdade, além de deixá-los macios, cheirosos, hidratados e levinhos. Lembrando que o mais importante na hora de estimular o couro cabeludo é a MASSAGEM diretamente na raiz! Por ser bem leve, você também pode combiná-lo com outros óleos e fazer um blend do crescimento hahaha

Azeite de oliva
Sim! Provavelmente você tem aí na sua casa um poderoso óleo antioxidante que pode lhe ajudar na prevenção da queda (pois combate o hormônio diidrotestosterona ou DHT), consequentemente, potencializando o crescimento dos seus cabelos. Alie-o com o óleo de Alecrim e os resultados serão maravilhosos!

Óleo de Alecrim
Esse é maravilhoso! Segundo algumas fontes, o óleo de alecrim dilata os vasos sanguíneos estimulando o couro cabeludo a produzir novos fios. Resultado: cabeça cheia de cabelos! Ele ainda nutre os fios e combate a queda dos cabelos, portanto, super eficaz. Misture-o com algumas folhas de alecrim e potencialize o tratamento. Não esqueça de massagear beeem o couro cabeludo, pois é lá que a mágica acontece.

E você, conhece mais alguma dica para os cabelos crescerem? Já usou algum desses óleos?
Conta pra gente nos comentários e curta essa publicação para me ajudar na divulgação! :) 
Um super beijo, e até mais!

O que não posso dar para o meu filho comer? Alimentos "proibidos" até 1 e 2 anos de idade

Alimentos que não devemos oferecer para nossos filhos menores de 1 e 2 anos - Parte I

Fonte da Imagem: BlogGroupon

Oi, tudo bem?
Hoje vou escrever mais uma postagem para as mamães que estão preocupadas com a saúde e bem estar dos seus filhos, pq não, ser mãe não é nada fácil e eu sei como é desesperador sempre ter que ligar para a pediatra ou correr para a internet sempre que surge alguma dúvida.
Na postagem anterior falei sobre a importância da amamentação exclusiva até os 6 meses de idade da criança. Hoje falo sobre alimentos proibidos no período de introdução alimentar e que devem ser proibidos (ou evitados ao máximo), no primeiro ano de vida dos nossos pequenos.
Antes de listar os alimentos, devo salientar que não tenho formação na área, e tudo o que falo é fruto de pesquisa e observação. Devo também lembrá-las que muitas pessoas vão falar para que você alimente seu filho de maneira X ou Y, mas você, como mãe que se preocupa com seu pequeno, deve buscar fontes seguras de informação e oferecer o melhor PARA ELE, independente das suas vontades ou anseios de pessoas ao seu redor, como tias, tios, avós e amigos. Eu sei que é difícil manter uma postura firme e determinada muitas vezes, mas vale lembrar que, se cuidamos deles com tanto carinho hoje, é para o amanhã.
Muitas pessoas irão dizer que comeu isso e aquilo, ou que deu isso e aquilo para o filho e não fez mal e está vivo até hoje, mas a longo (alguns a curto) prazo, sabe-se que esses alimentos fazem mal para a nossa saúde. 
Imagine só, se alguns deles são desaconselhados para nós, adultos, o que será que não fazem no corpo em formação das nossas crianças?

Então vamos a lista:

1. Açúcar
Obviamente que açúcar é o principal vilão, bem como qualquer bebida açucarada, doces e guloseimas que nós, estragados que já estamos, adoramos. Mas vale a pena manter nossos pequenos longe do açúcar e derivados até os 3 anos de idade. Sabe porque? O açúcar é pobre em nutrientes, mascara o real sabor dos alimentos, fará o seu filho ficar "seletivo" quanto aos alimentos, preferindo sempre aqueles que tem a explosão do sabor adocicado, e deixando de lado os legumes e vegetais, tão necessários nessa fase.  Isso a curto prazo. A longo prazo, é apontado como um potencial desencadeador da obesidade, além de prejudicar os dentes e causar inflamação nas gengivas sensíveis do bebê, é responsável por deixar as crianças irritadas, desnecessariamente agitadas e dispersas. Ou seja, úcar não é mimo nem carinho: açúcar é veneno. 
Mas a criança vive sem açúcar? Claro que não! O leite e as frutas já possuem todos os açúcares que eles necessitam e com o bônus de não terem contra-indicações. 


2. Sal
Sabe quanto sal um adulto consome por dia, em média? Nós brasileiros, estamos no topo com cerca de 12g de sal por dia. A OMS recomenda o máximo de 5g de sal. Agora você sabe quanto sal um bebê pode consumir por dia? Cerca de 1g. Isso é menos que meia colher de café.
O sal sobrecarrega os rins do bebê, por isso, comidas industrializadas são um perigo. O ideal é fazer a comida do seu bebê em casa, e maneirar a mão no sal, até porque, o bebê nem sabe que gosto sal tem :)
 
3. Mel
O mel, ao contrário do que alguns meios midiáticos apontam, não é um substituto saudável para o açúcar. Ele é até mais perigoso e não deve ser oferecido em hipótese alguma para o seu bebê. Além de possuir um açúcar semelhante à sacarose, é uma fonte pobre de vitaminas e pode causar botulismo, uma doença bacteriana grave que pode levar à morte. Como o intestino do bebê é imaturo, os esporos germinam e o colonizam, produzindo toxinas ali que causam a doença.

4. Sucos
Naturais: Segundo a pediatria atual (e o pediatra da Marina), os bebês não devem consumir sucos das frutas até 1 ano de idade e, mesmo após essa idade, o consumo deve ser moderado. O suco é bem menos saudável e ainda acostuma mal a criança. O ideal é que as frutas sejam consumidas integralmente, amassadinhas ou em pedacinhos, pois elas possuem todas as fibras e nutrientes intactos, tão essenciais para os bebês. É claro que o bebê precisa de líquidos, e nessa idade nada melhor do que o leite materno e muita água.
Artificiais: Além de serem suco, ou seja, pobres em fibras e um assassinato às frutinhas, os sucos artificiais são cheios de açúcar refinado, pobres em nutrientes, aumentam o risco de obesidade, além da terrível presença de aromatizantes, conservantes e corantes. Ou seja, novamente, os únicos líquidos ideais para os bebês é o leite materno e água!
 
5. Leite de Vaca
Os bebês devem ficar LONGE do leite de vaca (leite ninho, ou qualquer outro leite), sendo o leite materno a primeira opção de oferta e, na ausência desse, pode-se oferecer fórmula sob prescrição médica (falarei sobre os riscos da fórmula infantil em outra postagem). Mas, insisto, o leite materno ainda é a melhor opção. 
Mas porque não dar leite de vaca para o bebê? Porque o leite de vaca possui moléculas de proteínas muito grandes, e o bebê não possui capacidade de digerir essas proteínas e prejudicando o funcionamento dos rins, por conter muito sal. Sabe o que acontece? Falando de um jeito simplista, ele faz o intestino da criança sangrar. O resultado? Anemias e, futuramente, alergia ao leite de vaca e derivados.
O leite de vaca também prejudica a absorção do ferro e tem mais sal do que os pequenos podem consumir. Crianças que consomem leite de vaca, apresentam baixa ingestão de nutrientes essenciais, como ferro, vitaminas C e E e zinco.
E tem mais: tanto o leite de vaca quanto o leite da fórmula infantil não foram feitos para os seres humanos, ou seja, não dão aos bebês fatores imunológicos, protegendo-os de doenças e alergias. O único leite ideal para os bebês é o leite materno.

O que não posso dar para o meu filho comer? Alimentos "proibidos" até 1 e 2 anos de idade - Parte II (em breve)
Para ler mais sobre amamentação e seus benefícios clique aqui.

>>